domingo, 2 de novembro de 2008

Produção de Radicais Livres

Os radicais livres são átomos ou moléculas produzidas continuamente durante os processos metabólicos e atuam como mediadores para a transferência de elétrons em várias reações bioquímicas, desempenhando funções relevantes no metabolismo. As principais fontes de radicais livres são as organelas citoplasmáticas que metabolizam o oxigênio, o nitrogênio e o cloro, gerando grande quantidade de metabólitos. Podem ser gerados no citoplasma, nas mitocôndrias ou na membrana plasmática, e o seu alvo celular (proteínas, lipídeos, carboidratos e DNA) está relacionado com o seu sítio de formação. Entre as principais formas reativas de radicais livres, são incluídos:

.O2 - Ânion Superóxido
: Produzido pela cadeia de transporte de elétrons. Pode gerar radicais hidroxil pela reação de Haber Weiss.
.H2O2 - Peróxido de Hidrogênio: Não é um radical, mas um agente oxidante e, na presença de Fe2+ ou outro metal de transição, gera radical hidroxil pela reação de Fenton. Formado pela β-oxidação de ácidos graxos de cadeia muito longa nos peroxissomos.
.OH• - Radical Hidroxil: É a espécie mais reativa. Não há enzima que catalise a sua remoção. Formado pelas reações de Haber-Weiss e Fenton, e por incidência de radiação na molécula de água.
.Radical Peroxil e Radical Alcoxil: peroxidação de lipídios.


.Ânion Hipoclorito (OCl-): produzido pelas células fagocitárias pela ação da enzima mieloperoxidase. Não é um radical, porém é um poderoso oxidante e tem papel importante na fagocitose.
.Oxigênio Singlet (1O2): não é um radical, reage com as cadeias laterais de ácidos graxos poliinsaturados nos lipídios de membrana para formar peróxidos. Produzido quando o oxigênio recebe uma grande quantidade de energia.



Óxido Nítrico: O óxido nítrico é formado, principalmente, pela ação da óxido nítrico sintetase. Esta molécula age no sistema imunológico, nos mecanismos de microbicidas e de citoxidade.
Íons nitrosônio(NO+) e nitroxila(NO-)


Postado por Gabriel Vieira

Um comentário: